Glaucoma

Clínico: propedêutica glaucoma

Trata-se da avaliação dos fatores de risco para o aparecimento da doença que consiste na atrofia progressiva do nervo óptico. Dentre estes fatores estão a pressão intraocular, hereditariedade, raça, miopia e doenças associadas tais como: diabetes e hipertensão entre outras.

 

Cirúrgico: trabeculectomia e tratamentos a laser

O tratamento do glaucoma envolve o possível controle de alguns dos fatores de risco, entre eles a pressão intraocular. Inicialmente busca-se este controle pelo uso de colírios que contribuem para melhorar o escoamento do humor aquoso que é produzido continuamente dentro do olho.

Quando o controle da pressão fica dificultado apenas com o uso de colírios adotam-se tratamentos auxiliares com diferentes tipos de laser argônio e Yag. Se a pressão intraocular ainda assim se mantiver elevada, adotam-se procedimentos cirúrgicos sendo o mais comum a realização de fistulas por onde o humor aquoso é escoado para fora do olho com maior facilidade.

 

Glaucoma